segunda-feira, 22 de agosto de 2011

FORTE DA ÍNSUA!



* O "FORTE DA ÍNSUA" localiza-se na freguesia de Moledo, concelho de Caminha, distrito de Viana do Castelo. Ergue-se na Ínsua de Santo Isidro, no sul da foz do rio Minho, limite norte do litoral, a cerca de duzentos metros (200) da costa.
* Esta pequena ilha foi primitivamente utilizada como local de culto. Em época cristã, nela se erguia uma pequena ermida sob a invocação de Nossa Senhora da Ínsua. Posteriormente, sob o reinado de João I de Portugal (1385-1433), franciscanos ds Galiza ergueram um mosteiro, por volta dos anos de 1388 ou 1392.
* Mais tarde, o rei Dom Manuel I (1495-1521), de passagem, em peregrinação a Santiago de Compostela, teria reformado e ampliado essa defesa, em 1512. O mesmo foi providenciado por Dom Filipe I (1580-1598) aquando da dinastia filipina; porém não chegaram aos nossos dias vestígios dessas alegadas estruturas militares.
* Em região fronteiriça estratégica para o acesso a Caminha, a atual estrutura deve-se ao contexto da Guerra da Restauração da Independência Portuguesa, durante o reinado de João IV de Portugal (1640-1656), entre os anos de 1649 e 1652, por deterninação de Dom Diogo de Lima.
* Reparada e reforçada nos séculos seguintes, veio a conhecer o abandono até que, no ano de 1940, passou para a responsabilidade do Ministério das Finanças. Atualmente em condições precárias de conservação, registou a perda dos madeiramentos dos telhados, das telhas, dos azulejos seiscentistas, das pinturas e das imagens da capela. O restante pode ser visitado pelo público, sendo a travessia até à ínsua efetuada por embarcações locais.
* O forte apresenta planta no formato de um polígono quadrangular com baluartes nos vértices. Um revelim protege o portão das  armas. Em torno do terrapleno - ao abrigo das muralhas - encontram-se os depósitos e quarteis da tropa. No centro encontram-se as edificações de serviço:
- Casa de Comando,
- Quartel da Tropa,
- Cozinha,
- Paiol e
- Capela.
* Um poço de água potável abastecia a guarnição, composta por um Governador (comandante) e doze praças, revezados semanalmente. Esse poço - ainda existente - é notável por se situar no mar, sendo um dos três únicos existentes em todo o mundo.

Gondomar, por "texasselvagem" em 20.Agosto.2011.    

Sem comentários: